BUDAPESTE...os pequenos grandes pormenores...

As Estátuas...

A Princesinha... foi tão apreciada pelo príncipe de Gales, quando da sua visita a Budapeste, que convidou o seu autor, László Marton, a expor os seus trabalhos em Londres...
Outras menos conhecidas, mas igualmente bonitas, decoram ruas e praças, como esta...

ou esta...

Aqui, na pracinha em frente ao nosso Hotel...

As fachadas...
Glória à Hungria... é o nome do magnífico mosaico colorido que decora a fachada do antigo Banco Turco, no centro de Peste...


Em Budapeste poucos são os edifícios que não têm um ou mais encantadores pormenores nas fachadas...



Os memoriais...

Shoes on the Danube Promenade... 60 sapatos de ferro, colocados ao longo do rio em Peste, lembram os milhares de vítimas mortas a tiro e lançadas no Danúbio pelo regimento militar nazi que governou a Hungria, na Segunda Guerra Mundial...

Emocionante ver ainda flores frescas nestes sapatinhos...

Memorial ao Holocausto, no bairro Judaico... A escultura de um salgueiro-chorão, desenhado por Imre Varga e subsidiada, em parte, pelo actor Húngaro-Americano Tony Curtis, está colocada junto da Grande Sinagoga em memória dos 600 000 judeus húngaros vítimas do holocausto ...

A Grande Sinagoga... é a maior da Europa e foi construída em estilo bizantino pelo arquitecto vienense Ludwig Förster...

O Terror Haza Muzeum, na Avenida Andrássy... foi instalado aqui, em 2002, um museu em memória dos que foram presos, torturados e mortos neste mesmo edifício, durante os anos da ditadura comunista, que culminou com a sangrenta revolta de 1956 em que dezenas de húngaros, incluindo o então primeiro-ministro, foram fuzilados pelas tropas de Estaline...

16 comentários:

P.P.R. disse...

Margarida,
Conheço centenas de pessoas que foram a todo o lado e não viram nada, ou então que viram tudo e não apreciaram nenhum detalhe ou pormenor.
Para mim esses "petit rien" são tudo e a sensação de me ter escapado algum é que me estimula o desejo de voltar onde já fui.
Reparou nos candeeiros de rua de Budapeste, uma das primeiras cidades do mundo a ter iluminação de rua?

Margarida Nobre disse...

P.P.R.

Concordo plenamente!Adoro descobrir coisas novas em lugares onde já fui várias vezes...e acontece-me imenso!
É preciso "olhar com olhos de ver"...
Ainda estou para perceber como algumas pessoas conseguem fazer o famoso circuito Viena,Budapeste e Praga numa semana...só a Viena já fui mais do que uma vez e sempre encontro novos encantos...estou a ver que Budapeste vai seguir o mesmo caminho...hehe

Quanto aos candeeiros de rua são lindos de verdade,tanto os mais antigos como os mais recentes...já no primeiro post tinha colocado uma foto de um na Rua Vaci e agora voltei a colocar outro como pormenor da fachada de um palácio...
Aliás a iluminação nocturna de Budapeste é uma das mais bonitas que eu vi em qualquer cidade...

Paula Vidigal disse...

Adorei a foto dos sapatos ( o pior é a ideia que lhes deu origem...)

Margarida Nobre disse...

Paula

É terrível na verdade...e pensar que não foi há tanto tempo assim...

Carol Wieser disse...

Os sapatos são um bela forma de homenagear os que foram e deixar um pouco mais de esperança aos que vivem. Alem de embelezar o lugar. Adorei a coleção de estátuas de Budapeste.

Beijossss

Margarida Nobre disse...

Carol

E eu só coloquei aqui no post algumas, das muitas estátuas que existem em Budapeste...é uma cidade única e muito especial!Os sapatinhos ao vivo são emocionantes...

Super beijos

Roadrunner disse...

É de facto uma cidade cheia de memórias, mas que pretende que essas não se esgotem em apenas recordações e que se tornem bem vivas para as gerações presentes. Tal como na Polónia, foi aqui (Hungria) que vi a memória mais fresca no quotidiano das pessoas.

Saudações do Roadrunner!

Claudia Liechavicius disse...

Oi Margarida.
Que delicadeza de fotos. Você percebeu todos os detalhes preciosos dessa encantadora cidade. Lindo!
Beijo
Claudia

Margarida Nobre disse...

Roadrunner

Disse bem...Budapeste é uma cidade cheia de memórias...tal como Varsóvia...

Um abraço

Margarida Nobre disse...

Claudia

Quando for a Budapeste vai perceber que o difícil é não reparar nos pormenores...

Beijinho

Dylan disse...

Confesso que estas paragens nunca me atraíram mas parece que tenho perdido muita beleza...

Margarida Nobre disse...

Dylan

Pois para mim Budapeste sempre foi uma prioridade...e não me desiludiu em nada...

Fê Costta disse...

Sempre vejo imagens do Parlamento Húngaro por aí, mas nunca havia notado os sapatinhos próximos à ele! Que interessante!! Tão simples e tão cheio de significado... adorei!

Bjos :)

Margarida Nobre disse...



São esses pequenos promenores que fazem de Budapeste uma cidade tão encantadora...

Beijo grande
Ps: Vi a sua foto com a Claudia lá no Blog dela!!Estão lindas as duas!Para a próxima quero estar também!!

Van disse...

Qta originalidade os sapatos de ferro... qta história por trás de simples calçados.

Margarida Nobre disse...

Olá Van

Tem razão!
Budapeste é uma cidade cheia de histórias para contar...

AS VIAGENS DE MARGARIDA