California Dream... a histórica cidade de MONTEREY...



...o primeiro percurso na estrada foi para fazer os cerca de 190 km entre São Francisco e Monterey. Alugámos o carro na Hertz e foi de tal modo barato que a princípio até desconfiei do preço...eheh. Com maridão ao volante e sem GPS lá fomos nós pela estrada 1, á beira-mar. Eu devo ter uma fixação qualquer com estradas com este número... depois da Road 1 na Islândia seguiu-se a Road 1 na Califórnia... :)

...foi a primeira vez que conduzimos nos Estados Unidos e não será certamente a última. Adorámos a experiência! :) ... Maridão levou o carrinho do centro de São Francisco ao centro de Los Angeles, concretamente a Hollywood, sem GPS e sem nos perdermos uma única vez ! :) Todas as estradas estão tão bem sinalizadas, tudo é tão fácil que apenas com um mapa e localizando os hoteis no Google, chegámos sem problemas a todo o lado... mais um dos motivos porque eu adoro viajar neste país...

 ...o hotel em Monterey foi uma escolha perfeita pois não podia estar mais bem localizado. Ficava exactamente entre Fisherman `s Warf e Cannery Row, o quarto era enorme e super confortável, tinha uma relação qualidade/ preço imbatível para a área e  o charme de um Bed and Breakfast... 

 ...como chegámos ao princípio da tarde tivemos tempo para uma passeio a pé, debaixo de um céu azul lindo, no caminho que ladeia a baía até Fisherman `s Warf...

 ...com direito a esta vista linda...



 ...gaivotas descansando ao sol em cima das rochas...

 ...Fisherman `s Warf é um pier sobre a baía cheio de lojinhas coloridas, restaurantes e cafés...

 ...restaurantes de peixe e frutos do mar com vistas espectaculares...

 ...mas para quem não gostar de peixinho também há muitas opções... :)







 ...Monterey também é muito conhecida pelos passeios de barco para a observação das baleias. Uma enorme extensão de costa é reserva protegida e, por isso, a cidade é também um bom ponto de partida para a observação da vida marinha. Como só ficámos uma noite não foi possível ver as baleias mas já coloquei na listinha para a próxima... :)

 ...olhem-me só para estes fofos ao sol !! :) ... como eles se conseguem equilibrar (e dormir!!) em finas grades de madeira é para mim um mistério... :)

 ...mas Monterey é também uma cidade histórica! Foi Espanhola, Mexicana e finalmente Norte-Americana quando, após a guerra entre Mexicanos e Americanos , a Califórnia foi finalmente integrada nos Estados Unidos. Foi na Custom House, construída em 1821 ainda pelo governo Mexicano, que em 1846 foi hasteada pela primeira vez a bandeira norte-americana na Califórnia. Monterey teve o primeiro edifício público ( a Custom House) o primeiro teatro, a primeira biblioteca, a primeira escola pública e o primeiro jornal do estado...  







 ...a influência Mexicana é bem visível nos edifícios do centro da cidade...





 ... um trolley grátis percorre a cidade com paragem nos principais pontos turísticos...

 ...apanhámos o trolley e fomos para Cannery Row. Nesta área antigas fábricas de conserva de sardinhas foram recuperadas para alojarem hoteis, restaurantes, lojas e cafés...







 ... é uma zona muito agradável para passear, tanto de noite como de dia, sempre com uma vista maravilhosa sobre o mar...



 ... Cannery Row foi imortalizada no romance, com mesmo nome, do escritor prémio Nobel, John Steinbeck. Tal como este, outros famosos escritores, pintores e músicos escolheram, em algum momento das suas vidas, viver nesta cidade encantadora...

 ...Monterey recebe, anualmente, o famoso Monterey Jazz festival...



 ... é também na Cannery Row que fica o famoso Monterey Bay Aquarium que recebe a visita de quase dois milhões de pessoas por ano...



 ... de regresso a Fisherman `s Warf um dos mais deliciosas jantares de toda a viagem... uma das coisas de que mais gosto nas minhas viagens aos Estados Unidos é que tudo funciona na perfeição, tal como eu tinha planeado. Quando reservei o restaurante, na Opentable, pedi especificamente uma mesa à janela e, quando lá cheguei , muitos dias depois, lá estava a mesinha com a vista... :)

... a vista + estes Calamares (prato típico de Monterey ) divinos + os meus dois príncipes como companhia = felicidade completa! :)

ISLÂNDIA... Ring Road...de Borgarnes a Keflavik ... o último percurso e a Blue Lagoon...

O último percurso na Islândia foi de pouco mais de 100 km, a distância que separa Borgarnes de Keflavik. Passando novamente por Reykjavik , o nosso ponto de partida para a Ring Road, dissemos um último adeus à capital...

...e aventurámo-nos mais um pouco por fora da Estrada 1...





... Keflavik é uma cidadezinha pacata, que partilha o nome com o aeroporto internacional da Islândia que fica mesmo ao lado... tem várias opções de alojamento e restaurantes e um porto de pesca bem engraçado...

...que ficava mesmo em frente ao hotel onde ficámos a nossa última noite de viagem...

... como Keflavik fica ao lado do aeroporto mas também muito perto da Blue Lagoon é o lugar ideal para ficar à chegada ou na véspera da partida e conjugar com a visita ( mergulho incluido! :-) à famosa Lagoa Azul...



...também é possível ir à Blue Lagoon estando em Reykjavik, que é o que fazem a maior parte dos turistas que ficam apenas 3 ou 4 dias na Ilha. Geralmente fazem a Blue Lagoon e o Golden Circle e resolvem rápidamente o assunto das "atrações principais"... na minha opinião, que eu já disse aqui anteriormente, a Islândia sem a Ring Road não é a mesma coisa. Como não é um país onde, em principio, se vá todos os anos o melhor é deixar  a viagem para quando se possa ficar, pelo menos, uns dez ou doze dias... e, mesmo assim, é pouco!  :-) ... essa foi uma das razões porque demorei tanto a ir até lá...

...outro assunto que, pelo menos a mim, me colocou algumas dúvidas foi se valia ou não a pena ir á Blue Lagoon. A entrada é cara ( os preços variam conforme a época do ano e em Agosto é época altíssima ! ) e apesar de ler várias opiniões sobre a relação custo /benefício e sobre a super-lotação de turistas em Agosto decidi arriscar... e agora, depois de lá ter ido, a minha opinião é : Ir á Islândia e não mergulhar na água azul celeste a quase 40ºC da Lagoa Azul é um arrependimento para todo o sempre...eheheh

...para evitar esse arrependimento comprei os bilhetes online  e lá fomos nós na tarde do nosso penúltimo dia na Islândia depois de fazer o check-in no hotel. É possível alugar tudo o que é necessário na entrada. Chinelos, toalhas, roupões e até roupa de banho. É tudo pago á parte do bilhete normal mas existem diversas opções de preços com tudo incluído e até pacotes com massagens, tratamentos,etc... há também um hotel que já inclui os bilhetes de entrada na Blue Lagoon no preço da diária mas eu achei que não compensava, uma vez que há muitas opções de alojamento em Keflavik...

... no caminho e em redor da Blue Laggon existem várias mini-lagoas com a mesma  cor e temperatura da água... 

... por isso,quem não quiser pagar a entrada e não se importar de abdicar do mergulhinho pode sempre dar um passeio cá fora e tirar fotos...





...no check-in na Blue Lagoon é dada a cada pessoa uma pulseira que depois serve para tudo lá dentro. Abre e fecha os cacifos para guardar as roupas e mochilas e também para pedir as bebidas no bar que existe dentro da Lagoa. A saida dos balneários é directa para a água por isso não achei muito necessário o uso do roupão. Como era verão e apesar de a temperatura cá fora ser relativamente baixa, a passagem da água e 40ºC  para o ar a 15º C não foi dramática...ehehe...mas se fosse no inverno já não diria a mesma coisa...  :-)





...e sim, é uma experiencia inesquecível! :))



...há também um café / restaurante bem agradável com vista para a Lagoa e uma loja com uma infinidade de artigos relacionados com a Blue Lagoon. A variedade de cremes, shampoos , gel de banho, sabonetes e outros productos feitos á base da água e argila da Lagoa são de perder a cabeça...





...de regresso a Keflavik ao final da tarde para o jantarinho de despedida...



...com vista para o pequeno porto...

...e a partida para Londres no dia seguinte, do moderno aeroporto de Keflavik...

... onde grandes cartazes publicitários com a frase " Experience Iceland " não podiam estar mais apropriados... uma experiência para a vida... :) vér elskuðum Ísland ! :)
AS VIAGENS DE MARGARIDA