Museu Britânico...Londres...o melhor museu do mundo...

Eu não posso comparar o British Museum a todos os museus do mundo porque, na verdade, ainda me falta conhecer alguns...hehe...mas posso compará-lo, por exemplo, ao Louvre em Paris e ao Metropolitan em Nova Iorque e dizer, com convicção, que o Museu Britânico, em Londres, está incomparávelmente mais perto de ser o melhor do planeta do que qualquer um deles! A razão é muito simples... porque este incrível museu, que é também o mais antigo do mundo, permite uma próximidade única entre os visitantes e as peças em exposição, e isso faz toda a diferença...

O Great Court com a famosa cúpula de vidro de Norman Foster... no museu britânico circula-se livremente, com ou sem sacos,com casacos, máquinas fotográficas ou de filmar... como é um museu gratuito também não há filas para comprar bilhetes !


A sala de leitura no centro do Great Court... por aqui passaram notáveis leitores da biblioteca como Karl Marx, Gandhi, Oscar Wilde, George Bernard Shaw ou Leon Trotsky...

"Hands on"... a história nas nossa mãos... a filosofia única do British Museum que me permite segurar uma pedra com um milhão de anos... alguém naquela época a utilizou como uma faca...

A Pedra da Roseta...é talvez a mais famosa das peças do museu e por isso umas das pouquíssimas que se encontram protegidas... é de 196 a.c. e foi encontrada em 1799. A sua descoberta foi fundamental para se poder decifrar a escrita egípcia...

Mais uma das mais de sete milhões de peças do museu , com origem em todos os continentes e que abrangem 1,8 milhões de anos de civilização...

Paineis com mais de 6000 anos provenientes de palácios assírios...

Ramsés II... de 1275 a.c.... não há barreiras nem guardas com ar severo impedindo aquilo que todos querem...tirar fotografias!

Desta vez visitámos apenas algumas salas do "ground floor"... a liberdade de entrada permite que não haja pressa em visitar o museu todo de uma só vez... podemos voltar sempre que regressarmos a Londres...



Hehe...cá estou eu a espreitar por detrás deste conjunto de esculturas provenientes da América do Sul... assim mesmo...tão perto...

Também gostei deste... reparem na dimensão comparando como meu tamanho...hehe


A colecção de antiguidades e cerâmicas indianas, chinesas, japonesas e islâmicas é tão vasta, que é necessário expôr as peças alternadamente ... assim sendo, de cada vez que se visita o museu há sempre novos motivos de interesse...

8 comentários:

Camila disse...

Margarida, poder tocar, interagir, fotografar as obras de arte com certeza deixa o museu muito mais atraente! E tudo isso de graça? É perfeito!!!

Beijos!

Margarida Nobre disse...

Camila

Tem razão...a palavra "perfeito" também é perfeita para classificar o British Museum...hehe

Beijos

Marcie disse...

Margarida, que bom receber sua visita lá no Abrindo o Bico. Vim não só retribuir, mas dizer que adoro seu blog. Um jeito muito gostoso de escrever e relatar suas viagens. Além de uma fonte inesgotável de consultas. Beijo, querida!

Claudia Liechavicius disse...

Oi Margarida.
Adoro circular pelos museus de Londres, especialmente porque eles não tem fila, pois o ingresso é gratuito. Só isso já cativa a entrar muitas vezes para tomar um banho de história e cultura. Esse museu é incrível!!!
Um beijo
Claudia

P.P.R. disse...

Concordo Margarida, o British Museum é o "Rei" dos museus. No entanto, não foi o primeiro pois na data da sua abertura, em 1759, havia um, o Ashmolean Museum, em Oxford, datado de 1679, esse sim o primeiro museu moderno.
Agradecemos, seguindo o seu mote de Budapeste, ao rei Jorge II a assinatura da ordem que permitiu a construção deste maravilhoso museu e ainda a toda a Humanidade, desde os seus primórdios, pelo contributo dado com as maravilhosas peças que nele encontramos.

Margarida Nobre disse...

Marcie

Eu também gostei muitíssimo do seu Blog!Vou passar por lá sempre!

Beijinhos

Margarida Nobre disse...

Claudia

Eu adoro os museus de Londres!Bom na verdade eu adoro tudo em Londres...hehe

Beijos

Margarida Nobre disse...

P.P.R.

Lamento não estar de acordo, mas eu acho que o British é mesmo o mais antigo...hehe
Realmente o Ashmolean começou a apresentar diversas colecções ao público desde o sec.XVII(inicialmente até cobrando uma pequena taxa de admissão),mas só existe como museu,com o conceito de museu público, desde 1845!Como o British já foi inaugurado como museu público em 15 de Janeiro de 1759,podemos dizer que realmente é o mais antigo...hehe
Quanto á parte final do comentário,estou absolutamente de acordo...é um museu maravilhoso para o qual contribuiu toda a Humanidade! Sorte a nossa que temos agora o privilégio de o poder visitar...
Um abraço

Ps: a resposta aos seus comentários obriga-me sempre a uma ivestigaçãozinha...hehe

AS VIAGENS DE MARGARIDA